segunda-feira, 2 de março de 2015

Kimberly Knight - Where I need to be (Tudo o que eu Preciso) - [Livro 01]




Tudo O Que Eu Preciso - Spencer Marshall estava deprimida. Depois de pegar seu namorado traindo-a com a secretária, ela decide ter um fim de semana só de garotas em Las Vegas, com sua melhor amiga, Ryan. A sorte deve estar a favor de Spencer, porque o gostoso que tem chamado sua atenção na academia está no mesmo voo que elas para Las Vegas.


Spencer pode até ser chamada de antiquada, mas ela acredita que o cara deve dar o primeiro passo numa relação. Só que este gato não se aproximou dela ainda... até que eles têm uma dança extremamente quente em Las Vegas, que a faz questionar os motivos dele.

Será que seu gato, finalmente, falará com ela ou ele vai continuar com esse joguinho de flertar, que pode não dar em nada? E será que as situações do passado deles os impedirão de dar o próximo passo?

Apesar do que as pessoas dizem, nem tudo que acontece em Vegas fica em Vegas, especialmente quando você malha todos os dias, no mesmo horário e na mesma academia.


Minha Opinião:

No começo o livro até que empolga, parece um enredo normal dois jovens bonitos se conhecem em uma academia, mas ambos são tímidos demais para tomar uma atitude, até que se encontram em Las Vegas.

Porém de repente o livro desandou para mim, depois de uma semana eles já estão fazendo loucas declarações de amor, achei que fica um pouco forçado.

Uma ex-namorada louca aparece para atrapalhar os pombinhos, que já se amam loucamente.

O livro infelizmente tem continuação.

Nota 2.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Flor da Pele 16 - Vicki Lewis Thompson - Pecadora



As atitudes irreverentes de Keely Branscom renderam a ela a fama de rebelde. Com apenas 19 anos, chocou parentes e vizinhos ao aparecer nas páginas centrais de uma revista masculina. A verdadeira intenção era ter atraído o olhar de Noah Garfield Embora naquela época ele ainda não soubesse o que deveria fazer com Keely. Anos depois, o acaso reúne Noah e Keely de modo inusitado. Durante uma viagem a Las Vegas, ele a vê entrando em um bar de striptease, e conclui precipitadamente que é seu dever salvá-la dos vícios da Cidade do Pecado. Keely não estava em busca de redenção, mas nada a faria desperdiçar a chance de receber de Noah o tipo de ajuda que ela sempre quis dele. 

Minha Opinião:

Keely e Noah cresceram juntos numa cidadezinha pequena, mas Keely sempre foi um espírito livre e Noah sempre amou as terras em que cresceu, até que numa atitude impulsiva Keely pousa nua para as páginas de uma revista e isso choca toda a cidade, e a própria família, e então ela vai embora...
Anos depois eles se reencontram em Las Vegas, a cidade do pecado, e numa conclusão precipitada Noah acha que deve salvar Keely de uma vida de pecado.
Mesmo depois de passar o fim de semana inteiro juntos, eles percebem que seus mundos ainda são completamente diferentes, e nenhum deles sabe como abrir mão, e fazer essa relação durar.

O livro tem uma tensão sexual do início ao fim, que te deixa realmente à flor da pele.

Nota 3.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Julia Paixões Picantes 16 - Tentador como o Pecado - Anne McAllister



Gibson Walker ficou irritado quando Roxanne Madsen foi trabalhar com ele. Concordou em empregá-la como um favor...

Afinal, não tinha tempo para pajear uma garota interiorana. Então, por que se via atormentado pela beleza timida de Roxanne...e furioso por ela nem sequer notá-lo?

Roxanne não se atrevia a notar a presença de Gibson. Estava noiva, e fora a Nova York apenas para passar o verão. Além disso, Gibson Walker era o homem a respeito do qual todas as mães advertiam as filhas: tentador como o pecado e solteiro invicto!

Seduzi-la? Gibson estava tentado. Resistir a ele? Roxanne precisava! Mas quando o destino os uniu, logo tornou-se uma incógnita saber quem estava seduzindo quem...

Minha Opinião:

Roxanne jovem do interior que resolve viver uma experiência na cidade grande, ela escolhe nada mais nada menos que Nova York, como assistente do grande fotógrafo Gibson Walker, irmão de sua grande amiga e que convenceu o irmão a dar uma oportunidade a Roxanne.

Gibson não consegue dizer não a sua irmã, a quem ele deve tanto, e aceita Roxanne como sua assistente, mesmo que ela o deixe constantemente enlouquecido.

Cheio de cenas inusitadas e engraçadas, o romance leve e divertido, me ganhou desde as primeiras páginas.

Nota 3.

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Catherine Bybee - O Contrato




Blake Harrison precisa urgentemente de uma mulher com quem casar-se. 

Samantha Elliot tem dois dias para encontrá-la. Blake Harrison: Rico, nobre, encantador... E a ponto de perder uma imensa fortuna se não encontrar uma esposa antes de quarta-feira. Para consegui-la contratou Sam Elliot, uma provocadora e atrevida mulher de negócios que romperá todos seus esquemas. 

Samantha Elliot: Proprietária de uma agência matrimonial e fora da carta marital... Até que Blake lhe oferece dez milhões de dólares por um contrato de um ano. Quão único tem que fazer é guardar-se da irresistível atração que sente por seu recém-marido e manter-se afastada de sua cama. 
Mas os doces beijos de Blake e seu inegável encanto não vão tornar essa missão nada fácil...


Minha Opinião:

Quase um daqueles romances de banca, O Contrato não inova. Blake conseguiu sua fortuna sozinho embora venha de uma família rica, com um pai tirano que mesmo em testamento quer mandar na vida do filho.

Blake precisa se casar caso queira herdar o título de duque, e as terras que pertencem á família.
Samantha não confia nos homens, passou por maus momento quando seu pai foi preso. Agora sozinha com uma irmã em estado delicado para cuidar, e dona de uma empresa que agência matrimônios de fachada. o que ela não esperava era ser a noiva de um desses casamento, muito menos de um duque.

A história vai desenvolvendo bem, sem nenhum conflito bobo, os personagens são sempre sinceros um com o outro e blá, blá, blá... Até que você percebe onde isso vai acabar, e para mim aí perdeu um pouco o encanto.

Aqueles probleminhas de comunicação que sempre atrapalha o final feliz em nossos amados livrinhos, mas esse foi tão bobo, que acabou deixando a desejar.

Apenas Nota 2.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Mari Carr - Pesquisa Erótica



Paixão acende quando ficção se torna realidade e um pouco de pesquisa erótica se transforma em amor.

A escritora de romance Julia Martin está bem com sua vida do jeito que ela é. Seu apartamento simples, sua carreira bem sucedida e as quintas-feiras à noite encontros para uma pizza com seu editor Ross muito-quente-para-palavras, são mais do que suficientes para ela. Pelo menos, era isso o que ela pensava até que seu gato morre.

Ross Philips tinha passado anos cobiçando sua tímida melhor amiga, mas temia que seus desejos sexuais muito fortes fossem demais para Julia. Quando ela cai em uma depressão pela morte de seu gato e para de escrever, Ross decide que ela precisa de uma mudança.

Sua sugestão? Um novo gênero — erótico. E, claro, por ser um bom amigo e seu editor, ele até mesmo planeja ajudá-la a fazer um pouco de pesquisa.

Minha Opinião:

Ross e Julia cresceram profissionalmente juntos, crescendo também uma longa amizade, até que ele percebe que já não a enxerga tão fraternalmente assim.
Então bola um plano para seduzi-la.
Julia sempre teve uma queda por Ross, mas por medo de perder mais alguém querido, e por não se achar a altura dele ela nunca ousou sonhar em tê-lo.

Livrinho curtinho, leve e com uma pegada hot.

Nota 2.