domingo, 18 de junho de 2017

Samantha Towle - UnSuitable



Daisy Smith gastou dezoito meses de sua vida pagando por um crime que não cometeu. Agora fora da prisão, ela tem apenas um foco - voltar a custódia de seu irmão mais novo, Jesse, que é profunda no sistema de assistência social. Desesperado para reconstruir sua vida e mostrar o sistema que ela é responsável o suficiente para cuidar de Jesse, ela assume o único trabalho disponível para ela, funcionando como uma mão estável na Matis Estate. 


Em um dia de seu novo trabalho, Daisy encontra o proprietário da fazenda, Kastor Matis. Um, escuro, ridiculamente lindo deus alto, grego de um homem. Mas Kas também é arrogante e excessivamente confiante. Ele deixa muito claro, em termos inequívocos, que ele quer Daisy. Ela faz com que seja muito claro que isso não está acontecendo. 

Mas Kas não parece entender o significado das palavras "limites" ou "não está interessado". O homem é implacável. 

Embora Daisy está seriamente atraído para Kas e suas partes longo menina subutilizadas estão gritando por sua atenção, Kas é seu chefe, e dormir com o homem que assina seu paycheque não é uma linha que ela está disposta a atravessar. 

Mas Kas decidiu que quer Daisy em sua cama, ou em sua mesa de escritório ou no carro dele ... basicamente em qualquer lugar que ele pode tê-la. E, como nos negócios, quando Kas quer alguma coisa, ele vai atrás dele com tudo o que ele é. 

Seu lema: A falha não está na opção. A vida é muito curta para que ele seja. 

Minha Opinião:


Gente, que livro INCRÍVEL. Faz tempo que eu não leio um livro que saía totalmente do clichê que é a maneira que eu gosto, e que me prenda tanto quanto esse me prendeu.

Chorei, sorri e sofri muito com esse casal, ambos tão machucados pela vida e pelo mundo, pela crueldade humana.
Não dá pra dizer muito porque seria spoiler. Então, apenas leiam vocês não irão se arrepender.
Nota 5.

terça-feira, 13 de junho de 2017

Paixão Glamour 16 - Carole Mortimer - Doce Amor




Encantada pelo chefe!



Hebe mal pôde acreditar que foi para a cama com seu sensual chefe, mas Nick Cavendish só precisava de alguém com quem passar a noite do aniversário da morte de seu filho. Na manhã seguinte, ele tentou descartá-la como fizera com todas as outras amantes. Contudo, livrar-se de Hebe não seria tão fácil. Afinal, ela está sentindo enjoos matinais… Nick fica feliz por ter uma segunda chance de ser pai. Porém, Hebe está com o coração partido. Ela não quer se casar apenas por obrigação. Será que Nick conseguirá convencê-la de que realmente deseja um futuro a seu lado?

Minha Opinião:

Eu amor histórias entre funcionários e chefes, sempre me instigam, mas a Hebe aqui não me conquistou nem um pouco, primeiro porque ela não é tão nova assim para ser tão inocente assim, para não saber da maneira que os cafajestes agem, segundo porque ela não tem amor próprio nenhum.
Nick é um cafajeste não carismático, sem nenhum motivo obvio acredita que a Hebe é uma aproveitadora caçadora de fortunas, sem nenhuma boa razão que faça sentido.

A história é bem clichê, mas essa daqui não me ganhou.

Nota 2. 

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Kate Perry - Perfect for You (Perfeito para Você) - [Série: Laurel Hights 01]




A volta da deusa sexual de Freya Godwin passou a ser MIA ( Missão Ativa ).
Com Freya contratada para reformular a maior empresa de site adulto no país, sua deusa não poderia ter escolhido um momento pior para desaparecer. Determinada a conseguir o seu sex appeal de volta, Freya coloca um anúncio on-line, na esperança de encontrar o homem certo para inspirá-la.Infelizmente, todos os caminhos apontam para seu vizinho de cima Greg Cavanaugh. Ele é tudo que ela não quer: um advogado playboy e desprezível. Exceto que se ele é tão errado para ela, por que ela sente o seu toque como mágica? E por que estar com ele a faz acreditar que tudo é possível?

Minha Opinião:

Freya se sente super atraída por seu vizinho, a interação entre eles foi imediata, mas Freya descobriu que Greg é um advogado, e ela acredita que todo advogado é mal caráter e resiste a todo custo às investidas dele.
Agora ela acredita que a falta de sua vida sexual está afetando a sua criatividade e decide tomar uma atitude.
As intromissões da irmã de Freya, a Anna rende umas boas risadas, e atiça a vontade de saber sobre a história dela com o Max.
Leitura gostosinha.

Nota 3.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Belle Aurora - LEV





Desde o momento que Lev Leokov flagra a jovem mulher se escondendo atrás de seu cabelo no meio de um clube de cavalheiros, ele não pode afastar seus olhos dela.

Pela primeira vez em sua vida, ele é afetado. Tendo ouvido durante toda sua vida que ele não pode processar ou entender emoções, ele considera isso uma grande coisa.

Quando Mina Harris é pega em flagrante com uma carteira que não é dela, ela desmorona. Ela está cansada, solitária e não come nada há dias.
Lev lhe dá um ultimato… uma cama quentinha, uma refeição quente e um emprego, ou, os policiais.
Mina aceita suas chances com Lev. Afinal de contas, uma pessoa que não tem nada, também não tem nada a perder.


Minha Opinião:


Eu ouvi falar muito bem de Lev, mas eu resisti muito a lê -lo, entretanto eu me apaixonei pela história e pelos personagens e espero ansiosamente que cada um tenha seus respetivos livros.

Lev tem tudo pra ser clichê, mocinha em situação de extrema pobreza salvo pelo mocinho/herói /príncipe. Mas Lev foge ao estereótipo, a começar pelo próprio Lev que não entende o mundo como as outras pessoas e já pagou muito por isso, mas não sofre com isso como seria de se esperar, porque ele não entende o sofrimento, ele não entende as emoções.
Mina apesar de vir de uma situação extremamente difícil ela não é uma submissa ou fica se vitimizando todo o tempo.
O amor deles vai se construindo aos poucos e é lindo de ver. A cada momento eu esperava por uma situação que fosse separa-los, mas me surpreendi positivamente.

Lev me ganhou totalmente. Nota 5

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Penny Wylder - Get me Off



Nenhum cara nunca foi capaz de me fazer gozar. Era meu

pequeno segredo.
Até que eu acidentalmente disse ao mundo inteiro.
Derramar algo tão humilhante na minha mídia social é ruim o
suficiente, nunca esperei que alguém realmente me enviasse uma
mensagem sobre isso. Especialmente não alguém tão presunçoso e
sexy como Heath “O-Maker” James.
Ele me diz que não apenas PENSA que ele pode me fazer gozar
— ele sabe que sim.
Tão quente quanto ele é, ele é um estranho total. Eu não
deveria dar a ele uma hora do meu dia.
Mas quanto mais ele fala... mais ele me diz todas as coisas sujas
que ele quer me fazer...
Mais eu não posso dizer não.
E quando Heath conseguir o que quer, eu estarei gritando
apenas uma palavra:
Sim!

Minha Opinião:


Acabou rápido demais para o meu gosto. Eu queria mais.

As coisas acontecem muito rapidamente nesse romance, mas uma vez que você deixa de querer que tudo faça mais sentido e realmente embarca na fantasia, você fica deliciada com esse romance tão sensual.
É claro que ninguém gostaria de passar pelo momento de vergonha alheia da Callista.

Nota 3